Ahmadinejad desafia os EUA e ONU a impor mais sanções contra o Irã

     TEERÃ - O presidente iraniano, Mahmud Ahmadinejad, desafiou nesta terça-feira os Estados Unidos e seus aliados que imponham mais sanções contra seu país, reafirmando que estas não têm qualquer efeito. "Durante minha viagem (no final de setembro aos Estados Unidos) insistiram em dizer que as sanções haviam produzido efeito. Eu disse que não era assim", declarou Ahmadinejad.

"Depois, afirmaram que se as sanções não dessem os resultados esperados, vão impor mais sanções daqui a dois anos. Respondi a eles: não esperem dois anos, façam-no agora e veremos do que vocês são capazes", comentou em tom de deboche.

O presidente iraniano acrescentou que as sanções não têm qualquer efeito sobre o Irã e seu programa nuclear. Em 9 de junho, o Conselho de Segurança das Nações Unidas adotou uma nova resolução reforçando as sanções internacionais contra o Irã. Esta resolução, a sexta contra o Irã desde 2006, foi seguida de novas sanções unilaterais decididas pelos Estados Unidos, União Europeia, Austrália, Canadá, Japão e Coreia do Sul.