Otan lamenta morte de soldados paquistaneses em ataque de helicópteros

         BRUXELAS - A Otan lamentou nesta segunda-feira a morte de soldados paquistaneses em um ataque praticado na quinta-feira passada por helicópteros das forças internacionais. Ao mesmo tempo, exortou Islamabad a reabrir a estrada que leva ao Afeganistão para a passagem de suprimentos para a Aliança Atlântica.

O Paquistão mantém bloqueada uma estrada na fronteira, utilizada pelos comboios da Otan para transportar mantimentos até o vizinho Afeganistão, depois que as autoridades acusaram a organização de ter matado três militares paquistaneses em um ataque com helicópteros. "Lamento o incidente da semana passada, na qual perderam a vida soldados paquistaneses", disse à imprensa Anders Fogh Rasmussen, secretário-geral da Otan, após uma reunião na sede da Aliança em Bruxelas com o ministro paquistanês das Relações Exteriores, Shah Mehmood Qureshi.

"Expresso meus pêsames às famílias. Evidentemente, este incidente não foi intencional", destacou Rasmussen. Em seguida, o secretário-geral expressou sua "esperança de que a fronteira seja aberta para (o transporte) de mantimentos o mais rápido possível", um pedido que Qureshi "se comprometeu a estudar".