Ex-prefeito de Moscou quer criar movimento político

      MOSCOU - O ex-prefeito de Moscou Yuri Luzhkov, destituído na semana passada pelo presidente russo Dmitri Medvedev, anunciou que pretende criar um movimento político para contribuir com a introdução de leis democráticas na Rússia, em uma entrevista publicada na revista New Times. "Vou criar meu próprio movimento político", declarou Luzhkov, destituído depois de ter perdido a confiança do Kremlin.

"O movimento não será um partido político e, portanto, não poderá participar nas eleições legislativas de 2011, mas pretende exercer sua influência na vida política da Rússia", destacou Luzhkov.

Ele disse ainda que o futuro movimento deve ter como base os princípios do "Movimento russo pelas reformas democráticas", criado em 1991 por seu antecessor, o ex-prefeito de Moscou Gavril Popov.

O ex-prefeito, que governou a capital russa durante 18 anos, denunciou a campanha da imprensa que precedeu seu afastamento do cargo e afirmou que tais situações "não devem acontecer em uma sociedade normal".