Esquerda em vantagem nas eleições municipais de Lima

      LIMA - A candidata de esquerda Susana Villarán lidera com 38,9% dos votos a apuração para a prefeitura de Lima, seguida de perto pela rival de direita Lourdes Flores, com 37,2%, após a contagem de 12,8% das urnas.
A pequena diferença entre as duas principais candidatas torna impossível uma previsão sobre a vencedora na disputa para governar a capital peruana, principal colégio eleitoral do país. Os demais candidatos, sete, não ultrapassam 8%.

Na capital, o partido APRA, do presidente Alan García, e o fujimorismo do ex-presidente Alberto Fujimori não apresentaram candidatos.

Villarán, ex-ministra da Mulher e que foi candidata à presidência em 2006, quando obteve apenas 0,4% dos votos, afirma ser da "esquerda moderna e liberal". Ela cita como exemplos de seu estilo a ex-presidenta chilena Michelle Bachelet e o presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva.

Flores, uma social-cristã conservadora, está na política há duas décadas e preside desde 2003 o Partido Popular Cristão. Já foi candidata à presidência duas vezes, a última em 2006, quando recebeu 23% dos votos.