Lugo continua internado por trombose e evolução é boa

O presidente do Paraguai, Fernando Lugo, afetado por um câncer linfático, continua internado no hospital Sírio Libanês de São Paulo, onde é tratado por uma trombose, que tem evolução positiva, segundo o governo paraguaio.

"Estamos satisfeitos e aliviados porque a situação do presidente é um problema que pode ocorrir no tratamento oncológico com cateteres, e está sendo resolvido positivamente, e sobretudo não é um quadro infeccioso, como temíamos a princípio", disse o médico pessoal de Lugo, Alfredo Boccia, citado no site da presidência paraguaia.

Lugo foi internado no sábado no hospital Sírio Libanés, onde iniciou há um mês e meio um tratamento de quimioterapia.

Ele está em uma unidade de terapia intensiva, onde recebe tratamento para a trombose provocada pelo tratamento com cateteres a que está sendo submetido.

"O tratamento está começando a fazer efeito, aparentemente muito positivamente", completou o médico.

Na semana passada, Lugo esteve no mesmo hospital de São Paulo para ser submetido a uma sessão de quimioterapia, a tercera desde que foi diagnosticado com câncer.

A previsão de Boccia é que Lugo possa retornar a Assunção entre segunda-feira e terça-feira.