Piadas de Berlusconi sobre juízes e judeus revoltam meia Itália

ROMA, 1 Out 2010 (AFP) -Uma série de brincadeiras e comentários do chefe do Governo italiano e magnata das comunicações Silvio Berlusconi contra os juízes e os judeus deixaram tenso nesta sexta-feira o clima político na Itália e revoltaram tanto a magistratura quanto a comunidade judia.

As brincadeiras, que podem ser vistas no site do jornal La Repubblica, mostram Berlusconi diante de sua casa em Roma, o Palácio Grazioli, conversando com um grupo de jovens simpatizantes.

"Eu coleciono uma piada por dia... e uma garota também", afirma ele com seu habitual tom jocoso.

Depois de contar uma piada sobre uma família judia que, para se esconder da outra e não pagar uma dívida, não conta que a guerra acabou, Berlusconi atacou os juízes - um de seus temas favoritos - ao chamá-los de "formação de quadrilha" e "vermelhos".

Berlusconi costuma se envolver em escândalos, inclusive de caráter internacional, com seus comentários inoportunos e piadas consideradas de mau gosto.

"Com essas brincadeiras, só alimenta o clima de tensão que afeta o país e mostra que não entende dos problemas reais", protestou a Associação Nacional de Magistrados.

Para o presidente da comunidade judia de Veneza, Amos Luzzatto, a piada com judeus serve para propagar "os piores estereótipos antissemitas", comentou.