Hillary Clinton liga para Correa e manifesta seu apoio

A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, chamou nesta sexta-feira o presidente equatoriano, Rafael Correa, que enfrentou na quinta-feira uma rebelião da polícia, para manifestar seu apoio, informou o porta-voz do Departamento de Estado, Philip Crowley.

"Esta manhã, a secretária falou por 10 minutos com o presidente Correa do Equador. Ela expressou seu apoio ao presidente e ao governo equatoriano e fez votos pela rápida e pacífica restauração da ordem", disse Crowley a jornalistas.

Os Estados Unidos deploraram na quinta-feira os atos de violência realizados contra Correa, que foi retido por policiais rebelados, que durante o dia tomaram vários quartéis e o Congresso, até que foi resgatado em uma operação militar.

"O governo respondeu eficazmente", disse Crowley, que cumprimentou as declarações de chefes militares no Equador, que manifestaram seu apoio a Correa.

"Esses são o tipo de ações necessárias para resolver isso, com uma afirmação dos valores democráticos, e isso é o que queremos para o Equador", disse o porta-voz.

Durante essa ligação, Hillary escutou de Correa um relato dos fatos de quinta-feira e ambos concordaram em "trabalhar" juntos para fortalecer as instituições equatorianas e o Estado de direito",