Grupo armado reivindica atentados no dia da independência da Nigéria

       LAGOS - O principal grupo rebelde da Nigéria, o Movimento pela Emancipação do Delta do Níger (MEND), reivindicou em um comunicado os atentados com carros-bomba executados nesta sexta-feira em Abuja e que deixaram oito mortos.

Os atentados foram executados perto da praça em que era celebrado o aniversário de 50 anos da independência da Nigéria. Em Abuja, o presidente nigeriano Goodluck Jonathan qualificou os atentados de "ato espantoso de desespero de criminosos e assassinos".