BP gastou US$ 11,2 bilhões com maré negra no Golfo do México

      WASHINGTON - O grupo petroleiro britânico BP gastou até agora 11,2 bilhões de dólares por causa da maré negra no Golfo do México, anunciou a petroleira nesta sexta-feira, dia da posse de seu novo diretor-geral, Bob Dudley. A quantia inclui os gastos para conter e limpar o petróleo derramado, a perfuração de poços auxiliares, as indenizações aos Estados americanos atingidos e às autoridades federais, assim como a compensação financeira a particulares, anunciou a empresa londrina.

O anúncio coincide com a posse do americano Bob Dudley, de 55 anos, como novo diretor-geral encarregado de melhorar a imagem da companhia ofuscada pelo pior desastre ecológico da história dos Estados Unidos. Dudley sucede no cargo o britânico Tony Hayward, forçado a sair depois de criticado nos Estados Unidos por sua questionada gestão da tragédia.

Um total de 4,9 milhões de barris (780 milhões de litros) foram derramados nas águas do Golfo do México entre a explosão da plataforma Deepwater Horizon em abril passado e a colocação de uma tampa sobre o poço danificado em meados de julho.