Líder da oposição será libertada depois das eleições de novembro em Mianmar

     YANGUN - A líder da dissidência birmanesa, Aung San Suu Kyi, será libertada poucos dias depois das eleições de 7 de novembro, as primeiras em 20 anos, informaram nesta quinta-feira fontes oficiais birmanesas.