Deslizamentos no sul do México deixam pelo menos 30 mortos

      CIDADE DO MÉXICO - Pelo menos 30 pessoas morreram, 13 ficaram feridas e nove desapareceram por causa de deslizamentos e do transbordamento de um rio nas últimas horas em Chiapas e Oaxaca, no sul do México, provocados pelas chuvas intensas que afetam a região.

O governador de Chiapas, Juan Sabines, assegurou em entrevista à rede Televisa que, das 25 mortes registradas no estado, 16 ocorreram por causa de um desmoronamento de pedras e rochas que soterraram cerca de 12 casas no município de Amatán.

De acordo com o jornal mexicano Milênio, o local onde ocorreu o acidente encontrava-se desmatado, enquanto a parte arborizada permaneceu intacta.

Ao menos 13 pessoas ficaram feridas após um deslizamento ocorrido nas localidades de Reforma e Planada, em Chiapas, e várias delas foram transportadas para hospitais de outras cidades do estado. Os municípios de Chilón, Citalá e a comunidade de Nueva Colombia, em Ángel Albino Corzo, também foram afetadas.  Em Yajalón, também em Chiapas, o transbordamento de um rio matou ao menos três pessoas.