Chávez alerta Alba e Unasul sobre tentativa de golpe no Equador

O presidente venezuelano Hugo Chávez alertou nesta quinta-feira os países da Alba e da Unasul para uma tentativa de "derrubar" seu colega equatoriano Rafael Correa e garantiu em uma conversa por telefone que terá total "apoio" e "solidariedade" da Venezuela.

"Estão tentando derrubar o presidente Correa. Alerta aos povos da Aliança Bolivariana! Alerta aos povos da Unasul! Viva Correa!", disse Chávez, na sua página da rede social Twitter.

Segundo um comunicado divulgado posteriormente pelo Ministério de Relações Exteriores em Caracas, Chávez e Correa conversaram por telefone nesta quinta-feira e o presidente equatoriano confirmou "que se trata de uma tentativa de golpe de Estado" causada pela "insubordinação de um setor da Polícia Nacional às autoridades e às leis".

Correa vive nesta quinta-feira a maior crise em quase quatro anos de governo, com protestos de policiais e militares que rejeitam uma lei governista que prevê cortes nos benefícios.

Chávez "manifestou seu apoio ao Presidente Constitucional de nossa irmã República do Equador e condenou, em nome do Povo da Venezuela e da Aliança Bolivariana dos Povos de Nossa América (Alba), este golpe na Constituição e no Povo do Equador", indicou o comunicado oficial.

O governo venezuelano também expressou "sua confiança" de que Correa e o povo do Equador "derrotarão esta tentativa de golpe de Estado".

Correa está em um hospital de Quito, depois de ter sido agredido por uniformizados e denunciou que um grupo de manifestantes tentava entrar em seu quarto. O governo acaba de decretar estado de exceção.