EUA 'esperam' que diálogo entre Israel e palestinos continue

WASHINGTON - Os Estados Unidos "esperam" que Israel e os palestinos prossigam com as negociações de paz, apesar do fim da moratória sobre a colonização israelense na Cisjordânia, declarou neste domingo (26) o conselheiro da Casa Branca David Axelrod.

"Seguiremos encorajando e pressionando durante toda a jornada para obter uma resolução" sobre a questão da colonização, disse David Axelrod, principal conselheiro do presidente americano, Barack Obama, que defende uma prorrogação da moratória.

A moratória sobre novas construções judaicas na Cisjordânia expirou às 24h local deste domingo (19h Brasília) e colonos israelenses já assentaram, simbolicamente, a base de um prédio na colônia de Kiryat Netafim, no norte da Cisjordânia ocupada.

O porta-voz do departamento americano de Estado, Philip Crowley, informou que a secretária de Estado, Hillary Clinton, está em contato com o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, e com o ex-premier britânico Tony Blair, representante do Quarteto para o Oriente Médio (EUA, União Europeia, Rússia e ONU) para tentar salvar o diálogo.

"Seguimos pressionando para que as conversações continuem", disse Crowley.