Juiz decreta fiança e Lindsay Lohan será solta em breve

LOS ANGELES, 25 setembro 2010 (AFP) - Um juiz americano fixou uma fiança de 300 mil dólares para Lindsay Lohan, presa nesta sexta-feira por violar sua liberdade condicional ao consumir drogas, e a atriz deve ser solta nas próximas horas.

 

Lohan, de 24 anos, estava sob vigilância desde sua saída de um centro de desintoxicação, no final de agosto, e na semana passada apresentou sinais de cocaína em um dos vários testes toxicológicos a que se submete semanalmente devido a sua condenação por dirigir embriagada.

 

O juiz Elden Fox, de Beverly Hills, negou-se a fixar uma fiança, mas outro magistrado determinou o valor de 300 mil dólares e o uso de uma pulseira eletrônica de monitoramento por 24 horas.

 

"A fiança é de 300 mil dólares", disse o porta-voz judicial Allan Parachini.

 

O site especializado em celebridades TMZ já havia informado a reforma da decisão do juiz Fox porque a lei da Califórnia prevê o direito de fiança para crimes menores.

 

Segundo o site, Lohan deve ser solta em questão de horas.

 

Allan Parachini confirmou que a decisão sobre a fiança já foi comunicada ao xerife de Los Angeles.

 

Lohan recebeu alta em agosto de um centro médico de reabilitação, depois de cumprir apenas três semanas dos seis meses de prisão para os quais tinha sido condenada por dirigir bêbada.

 

A protagonista de "Herbie - Meu Fusca Turbinado" obteve a liberdade condicional antes do tempo, no fim de agosto, por problemas de superlotação nas prisões da Califórnia.

 

Ela tinha sido condenada a 90 dias de prisão - dos quais cumpriu 13 - e a 90 dias de desintoxicação por violar os termos de uma liberdade condicional depois das prisões em 2007 por dirigir alcoolizada e em posse de cocaína.