ABBA protesta contra uso de "Mamma Mia" por partido político

 

O Partido Popular da Dinamarca, de extrema-direita, havia começado a usar em seus comícios o sucesso Mamma Mia, gravado em 1976 pelo grupo sueco ABBA. Membros da ala jovem do partido mudaram a letra da música para homenagear seu líder, Pia Kjaersgaard.

Segundo o site NME,com, ao ser informado sobre o fato, Benny Andersson, um dos vocalistas do grupo que se separou em 1982, ameaçou processar o partido, que retirou a música dos comícios. Ele falou sobre o caso à rede britânica BBC.

"Em primeiro lugar, você não pode simplesmente reescrever canções como quiser. Em segundo lugar nós queremos que eles entendam que não temos absolutamente nenhum interesse em apoiar o partido. O ABBA nunca permite que suas músicas sejam usadas em contextos políticos", explicou Andersson.