Mais de 300 civis foram estuprados entre julho e agosto no Congo

      Pelo menos 303 civis, a maioria mulheres e crianças, foram vítimas de estupro durante o acirramento do conflito na República Democrática do Congo (RDC) entre julho e agosto, segundo um relatório preliminar da ONU publicado nesta sexta-feira. "Pelo menos 303 civis foram estuprados, entre eles 235 mulheres, 13 homens, 52 meninas e 3 meninos", detalhou o informe, indicando que este número ainda pode aumentar.

O comunicado informa ainda que "esses horripilantes estupros em série" e "outras violações dos direitos humanos cometidas por grupos armados" aconteceram na região de Walikale entre 30 de julho e 2 de agosto de 2010.