Conselho de Segurança da ONU pede mais recursos para corpos de paz

     NOVA YORK - O Conselho de Segurança das Nações Unidas fez um apelo por mais recursos para os corpos de paz da organização, em uma reunião especial onde se concluiu que as tropas da ONU arriscam sua vida de maneira injusta. O Conselho emitiu um comunicado no qual solicita "os recursos adequados" e uma liderança forte militar e civil. "Estamos preocupados com a crescente brecha entre os multifacetados requisitos de missão e os recursos disponíveis para alcançá-los", declarou a secretária de Estado americana, Hillary Clinton.



Hillary disse ainda que, apesar de seus "ambiciosos mandatos, as missões precisam com frequência de elementos fundamentais, de helicópteros a unidades médicas, passando por instrutores policiais, que são insuficientes". O departamento de manutenção da paz da ONU conta com um orçamento de 7,6 bilhões de dólares para o ano fiscal 2010-2011.


Dos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança, a China é o país que mais contribui com soldados para as missões de paz, com 14.000 efetivos mobilizados. A Nigéria é o país que mais participa de missões no continente africano.



Ao todo, 122.000 civis e militares participam em 15 missões de manutenção da paz em todo o mundo, incluindo a missão liderada pelo Brasil no Haiti (Minustah), iniciada em 2004.

Desde 1948, morreram 2.820 soldados da ONU.