Desemprego é maior preocupação de hispânicos nos EUA, revela pesquisa

Agência AFP

MIAMI - A economia e o desemprego, e depois o crime, são as maiores preocupações para os hispânicos que vivem nos Estados Unidos à frente do tema imigração, revela uma pesquisa realizada na primeira semana de setembro e divulgada nesta quarta-feira em Miami.

A situação econômica é o tema que gera maior preocupação na comunidade hispânica. Das pessoas consultadas, 40,5% disseram que esse é o assunto que mais as preocupa em relação ao futuro, enquanto 18,2% responderam que é o desemprego. Em terceiro lugar na lista de preocupações dos hispânicos está a insegurança, com 9,2%, e somente 7,2% disseram que a imigração é o assunto que mais preocupa.

A pesquisa realizada pela empresa Newlink Research, entre 1º e 5 de setembro, mostra que os hispânicos desejam, em sua maioria, que o governo ofereça algum tipo de alternativa aos latinos que entraram de maneira ilegal no país.

Em relação a uma lei do estado do Arizona que criminaliza a imigração ilegal, 80% dos consultados disseram que não concordam com ela.

No entanto, manifestam seu apoio a fiscalizações mais rigorosas na fronteira e defendem a deportação de latinos que tenham cometido um crime.

A pesquisa foi realizada nos estados de Califórnia, Flórida, Nova York, Illinois, Texas, Novo México e Arizona, com 587 hispânicos, todos registrados como eleitores, e tem uma margem de erro de 4,6%.

A maior parte dos hispânicos nos Estados Unidos apoia o Partido Democrata (50,4%), mas também há mais independentes (26,2%) do que republicanos (13,6%), segundo a pesquisa.