Rasmussen garante que tropas da Otan vencerão guerra no Afeganistão

Agência AFP

MADRI - O secretário-geral da Otan, Anders Fogh Rasmussen, afirmou em uma entrevista publicada neste domingo que as tropas da Aliança Atlântica permanecerão no Afeganistão "pelo tempo que ainda falta para concluir o trabalho".

"A derrota não é uma opção, nós venceremos. Os talibãs nunca vencerão nem voltarão a tomar o poder pela força. Jamais deixaremos que a Al Qaeda tenha um refúgio no Afeganistão. Nós ficaremos", declarou ao jornal espanhol ABC.

"Estamos fazendo progressos em todo o país, temos a estratégia correta, as forças necessárias, avançamos sobre o terreno", disse Rasmussen.

"A Al Qaeda já não tem esconderijos seguros em todo o Afeganistão; estão sendo pressionados por todos os lados, especialmente em seus pontos fortes, como a província de Helmand e em Kandahar. Ou seja, os talibãs podem armar bombas, assassinar, aterrorizar, mas não podem vencer", destacou.

O secretário geral da Otan disse ainda que 2011 não será o ano da "retirada" das tropas ocidentais do país.

"Nós não vamos sair do Afeganistão no ano que vem. O que faremos é começar um processo gradual para entregar a responsabilidade da manutenção da segurança para os afegãos, quando as condições assim o permitirem. É isso que vai ter início no ano que vem", explicou.

Os Estados Unidos e a Otan mantêm mobilizados no Afeganistão 150.000 militares.