Putin e Berlusconi brincam sobre permanecer 'até 120 anos' no poder

Agência AFP

MOSCOU - Os primeiros-ministros russo, Vladimir Putin, e italiano, Silvio Berlusconi, fizeram piada neste sábado sobre a possibilidade de que ambos se perpetuem no poder "até 120 anos", durante um encontro informal na casa do chefe do governo russo, perto de Moscou.

Segundo a emissora NTV, que transmitiu imagens da conversa, Berlusconi havia anunciado na sexta-feira durante um fórum em Iaroslavl, a norte de Moscou, que financiaria pesquisas para ampliar a expectativa de vida.

"Então vamos viver até 120 anos?", perguntou sorrindo Putin, cujo país registra expectativa de vida de 60 anos para os homens, pior que a de Bangladesh, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

"Parece que sim", respondeu Berlusconi, recostado em uma luxuosa poltrona da residência presidencial de Ogarevo. "Mas cuidado, será uma idade média, me disseram que os governantes terão uma vida ainda mais longa".

"Então seremos primeiros-ministros até os 120 anos?", indagou novamente Putin.

"Não, acho que não, porque os primeros-ministros têm muito trabalho, nós nos cansamos", comentou Berlusconi.

"Você não vai acreditar: eu não tive um dia sequer de férias este ano. E acho que você também não, com os problemas que teve, não teve tempo para descansar", disse rindo o premier italiano.