Resgate de mineiros chilenos deve durar pelo menos um mês

Portal Terra

SANTIAGO - Após a emoção gerada pela confirmação de que os 33 mineradores presos na mina de José de Copiapó seguem vivos, os chilenos receberam neste domingo a notícia de que o regaste definitivo só poderá ser finalizado em pelo menos um mês. O dado foi passado pelo chefe da equipe de resgaste, o engenheiro André Sougarret.

Em uma primeira manifestação, Sougarret indicou que o processo poderia levar até 3 ou 4 meses. Algumas horas mais tarde, no entanto, ele forneceu à TVN uma versão mais otimista, na qual a operação levaria "não menos que um mês".

Ele acrescentou que os trabalhos para estabelecer novas vias de comunicação e de entrega de alimentos e água aos mineiros prosseguirão.

Manuel Vieira, engenheiro da USACh, ressaltou que é fundamental manter uma boa interlocução com os trabalhadores, a qual deveria ser preferencialmente feita por um engenheiro. Ele também lembrou da importância do trabalho psicológico e psiquiátrico com os mineiros, tendo em vista a longa duração estimada do resgate.

A nova etapa de resgate da equipe de mineiros foi iniciada ontem. Nela, um fosso de 66 cm de diâmetro será perfurado por uma máquina enviada especialmente para a operação. É através deste túnel que os funcionários, localizados a cerca de 700 metros de profundidade, serão trazidos à superfície.