Otan é acusada de matar seis crianças em ataque no Afeganistão

Agência AFP

CABUL - Seis crianças afegãs entre seis e 12 anos de idade morreram nesta sexta-feira durante um ataque das forças internacionais contra os talibãs, segundo as autoridades afegãs, enquanto a Otan anunciou a morte de três soldados americanos.

A Otan indicou ter perdido três soldados em dois ataques com bombas artesanais, um no leste e outro no sul do país.

Na província de Kunar, região montanhosa considerada bastião talibã, um comandante da polícia disse à AFP que seis crianças haviam morrido em um ataque aéreo, cujo objetivo era responder a uma ofensiva dos insurgentes.

Segundo Khalilulah Ziaii, chefe de polícia da província, um grupo de crianças estava catando lixo em uma montanha quando aeronaves da Otan lançaram bombas para dispersar os talibãs, que atacavam uma base próxima.

"Seis crianças de seis a 12 anos de idade morreram no bombardeio, e outra ficou ferida", afirmou. A Otan indicou em um comunicado ter realizado um ataque aéreo, acrescentando que investigará para saber se houve vítimas civis.