Mísseis americanos matam 18 insurgentes no Paquistão

Agência AFP

MIRANSHAH, PAQUIST O - Pelo menos 18 insurgentes islamitas morreram nesta quarta-feira em dois ataques de aviões sem piloto americanos na região noroeste do Paquistão, uma área que é cenário frequente de ações da CIA contra os talibãs afegãos e a rede terrorista Al-Qaeda, anunciaram fontes militares paquistanesas.

O ataque aconteceu na localidade de Dandey Darpakhel, no subúrbio de Miranshah, principal cidade do Waziristão do Norte.

Poucas horas mais tarde, a 20 km do primeiro ataque, na localidade de Amboor Shaga, um segundo avião sem piloto disparou dois mísseis contra um veículo, segundo fontes militares.

Na última semana, os aviões sem piloto americanos executaram seis ataques no distrito tribal do Waziristão do Norte, um dos redutos dos talibãs paquistaneses aliados da Al-Qaeda, a organização terrorista de Osama bin Laden.

As forças americanas mobilizadas no Afeganistão atacam com regularidade usando mísseis por aviões sem piloto os talibãs e insurgentes islamitas relacionados com a Al-Qaeda que se entrincheiraram nas zonas tribais do noroeste de Paquistão.

Os Estados Unidos jamais confirmaram ter cometido ataques com aviões sem piloto no Paquistão, mas suas forças armadas e a CIA são as únicass da região que dispõem desses aparelhos.

Desde agosto de 2008, mais de 1.000 pessoas morreram em mais de 100 ataques de aviões sem piloto no Paquistão, entre eles vários comandantes dos insurgentes. Estas operações aumentam a aversão da população local aos americanos, muito comum no Paquistão.