México confirma sumiço de agentes e explosão de carros-bomba

Agência AFP

MÉXICO - O governador do estado mexicano de Tamaulipas, Eugenio Hernández, confirmou nesta sexta-feira o desaparecimento de dois agentes na mesma região onde 72 imigrantes ilegais foram assassinados, além da explosão de dois carros-bomba.

Um investigador da procuradoria estadual "foi levado junto com um coordenador da polícia do município de San Fernando", disse Hernández em entrevista à Radiofórmula, sem precisar se foi um sequestro e quem o cometeu.

Hernández não revelou a identidade do investigador, mas destacou que ele estava "encarregado de ir ao local onde foram encontrados os 72 corpos dos imigrantes" e que participou dos trabalhos de perícia.

O governador informou que há um grande esquema militar e policial em busca dos dois funcionários desaparecidos e dos autores do massacre dos imigrantes, ocorrido em um rancho próximo a San Fernando e supostamente praticado pelo cartel Los Zetas.

Hernández também confirmou a explosão de um segundo carro-bomba na madrugada desta sexta-feira em Ciudad Victoria, capital de Tamaulipas, praticamente simultâneo ao veículo detonado diante do prédio da Televisa, a principal rede de TV do Mexico.

"Por volta de uma da manhã ocorreu a explosão de dois carros-bomba aqui na capital do Estado. Uma diante do departamento de trânsito municipal e outra diante da Televisa".

Os dois carros-bomba causaram apenas danos materiais.