Irã suspende apedrejamento de mulher acusada de adultério

Portal Terra

TEER - O governo iraniano decidiu nesta quarta-feira pela suspensão do apedrejamento de Sakineh Ashtiani para revisar o caso. Segundo o jornal espanhol El País, o porta-voz da acusada de adultério e assassinato do marido foi à televisão pública iraniana para fazer o anúncio.

Segundo ele, o apedrejamento foi suspenso temporariamente, para uma análise das autoridades iranianas.

O caso de Sakineh, de 43 anos, condenada à morte por ter feito sexo fora do casamento e acusada de envolvimento no assassinato de seu marido, provocou repúdio internacional. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegou a oferecer asilo à mulher, mas as autoridades iranianas disseram que o presidente brasileiro agia com o coração, por desconhecer as acusações contra ela.