Donos de mina chilena pedem desculpas por acidente

Agência AFP

DA REDAÇ O - Os proprietários da mina San José pediram desculpas públicas pelo acidente que deixou 33 mineiros presos no interior da jazida, segundo disse nesta terça-feira o gerente-geral Alejandro Bohn, ao depor voluntariamente em uma comissão do Congresso chileno.

"A dor que essa situação indesejada e imprevista causou merece desculpas pela angústia vivida nesses últimos dias. Foi uma situação terrível e esperamos que acabe muito em breve", disse Bohn, segundo informam veículos da imprensa local.

Bohn, junto a seu sócio Marcelo Kemeny, foram citados nesta terça-feira em uma reunião de uma Comissão Especial do Congresso chileno que investiga o acidente que em 5 de agosto deixou os mineiros presos.

"Como companhia, vamos fazer todo o possível para colocar à disposição de nossos trabalhadores e credores todos os bens que nossa empresa têm disponível para fornecer a eles tudo o que for necessário", completou.

A comissão do Congresso chileno busca determinar as responsabilidades dos órgãos estatais que permitiram a reabertura das operações da mina San José, depois que um acidente matou um de seus trabalhadores em 2007.

Os donos da mina depuseram voluntariamente nessa comissão.

A Justiça chilena até agora não os citou neste caso, mas ambos são investigados pelo acidente sofrido no início do ano por um trabalhador que ficou com uma de suas pernas paralisada.