Cinco mortos em confronto de militares da Armênia e Azerbaijão

Agência AFP

BAKU - Três soldados armênios e dois azerbaijanos morreram em um confronto perto de Alto Karabaj, território separatista apoiado por Yerevan, anunciou nesta quarta-feira o ministério da Defesa do Azerbaijão, que acusou a Armênia de ter atacado posições do país nas proximidades da fronteira.

"As forças armênias tentaram atacar posições do Azerbaijão perto do vilarejo de Chaily, na região de Terter, em 31 de agosto", afirma o ministério em um comunicado.

"Os militares azerbaijanos responderam ao ataque. Três soldados armênios e dois azerbaijanos morreram", completa a nota.

Os conflitos entre os dois lados são frequentes perto de Alto Karabaj, uma região do Azerbaijão que tem população majoritária de armênios.

Este território, que foi incorporado ao Azerbaijão durante o período soviético, proclamou independência, que não foi reconhecida pela comunidade internacional, após uma guerra que deixou 30.000 mortos e mais de 100.000 refugiados entre 1988 e 1994.

Um cessar-fogo foi assinado em 1994, mas Baku e Yerevan não chegaram a um acordo sobre o estatuto da área, centro de tensão no sul do Cáucaso, em uma região estratégica pela proximidade de Irã, Rússia e Turquia.

Baku, que acusa Yerevan de bloquear as negociações, ameaçou várias vezes nos últimos anos recuperar à força o território separatista.