Bomba explode em frente a residência de médicos cubanos em Caracas

Agência ANSA

CARACAS - Uma bomba explodiu hoje de madrugada em frente à residência de médicos cubanos a leste de Caracas, a capital da Venezuela, sem causar vítimas ou grandes prejuízos, informam as autoridades.

O prefeito de Chacao, Emilio Graterón, disse que a explosão provocou "danos menores em uma parede e não se observam maiores consequências".

Segundo ele, o local ficou isolado até a chegada dos agentes de segurança do governo central para recolher provas que ajudem na investigação. Na mesma região, em Campo Alegre, encontra-se a embaixada da Colômbia na Venezuela.

A explosão ocorreu poucos dias após o início da campanha para as eleições legislativas de 26 de setembro.

Os médicos cubanos participam de planos sociais do governo e a oposição condena frequentemente sua presença no país, assim como o faz, em geral, com relação à cooperação e integração entre Caracas e Havana.