Avião da Embraer sai da pista e pega fogo na China: 43 mortos

Agência AFP

PEQUIM - Uma aeronave E-190 construída pela Embraer e com quase cem passageiros a bordo sofreu um acidente ao sair da pista durante a aterrissagem em um aeroporto no nordeste da China, deixando pelo menos 43 mortos, informou a agência oficial Xinhua.

Os 43 corpos foram resgatados junto com os restos do aparelho.

Num primeiro momento, a agência oficial chinesa havia indicado que o avião explodira, citando as autoridades da aviação civil local.

O piloto do avião teve problemas na manobra de pouso no aeroporto da cidade Yichun, na província de Heilongjiang, informaram as autoridades aeroportuárias da província.

Por motivos ainda não explicados, o aparelho saiu da pista do aeroporto dessa cidade, situada a 150 km da fronteira russa, e pegou fogo.

O voo era operado pela companhia Henan Airlines, com sede no norte da província setentrinal de mesmo nome, e havia decolado uma hora antes da capital provincial, Harbin.

Segundo a mesma fonte, o avião transportava 91 passageiros e cinco tripulantes.

As equipes de socorro foram enviadas imediatamente ao local do acidente.

Hua Jingwei, um dirigente do Partido Comunista de Yichun, disse à Xinhua que 53 sobreviventes foram trasladados a hospitais.