Soldado de Israel posta fotos com presos palestinos e provoca revolta

Agência AFP

JERUSALÉM - A soldado israelense que provocou um escândalo ao publicar em seu perfil do Facebook fotos nas quais aparece sorridente ao lado de prisioneiros palestinos algemados e vendados disse, nesta terça-feira, que não entende o motivo de tanta revolta.

"Não compreendo o que fiz de errado. De minha parte, não houve violência ou menosprezo, não atentei contra ninguém", afirmou Eden Abargil, que já terminou seu serviço obrigatório, um dia depois das fotos terem sido exibidas na televisão pública.

As imagens da soldado vêm acompanhadas da legenda: "o exército, melhor época da minha vida". Nelas, Eden aparece sorrindo, agachada junto a uma fila de prisioneiros palestinos sentados, com as mãos algemadas e os olhos cobertos por vendas.

Em um comunicado, o exército israelense denunciou "o comportamento vergonhoso da soldado", indicando que esta já havia terminado seu serviço militar há um ano.

"Não falei com os palestinos; dei a eles de beber e comer, e não disse que estavam sendo fotografados", acrescentou a jovem, explicando que as fotos foram feitas em 2008 em uma base militar israelense "perto de Gaza".

"Fui fotografada ao chegar à minha base, estávamos contentes, queríamos mostrar fotos de nossa experiência no exército aos amigos".