Prévias indicam reeleição do presidente Paul Kagame em Ruanda

Eduardo Castro, Agência Brasil

KIGALI, RUANDA - A Comissão Eleitoral Nacional de Ruanda deve divulgar de madrugada os primeiros resultados oficiais das eleições presidenciais de hoje (9). Mesmo antes das projeções parciais, partidários do atual presidente e candidato à reeleição, Paul Kagame, já se reuniam nas proximidades do Amahoro National Stadium (Estádio Nacional da Paz), em Kigali, capital do país, para celebrar o que esperam ser a vitória de Kagame, para mais um mandato de sete anos.

Por volta das 19h (14h em Brasília), grades para controlar o público já cercavam o estádio e vários policiais guardavam o caminho que Kagame deve percorrer para ir da residência oficial até o local - no caso da vitória ser efetivamente confirmada entre hoje e amanhã. Dentro do estádio, técnicos testavam o som e finalizavam a montagem de um grande palco. As bandeiras azuis, vermelhas e brancas da Frente Patriótica Ruandesa (RPF), partido de Kagame, já estavam hasteadas à espera do presidente e de seus correligionários, bem como há um grande número de policiais.

A contagem dos votos começou logo depois dos fechamento das urnas, às 15h locais (10h em Brasília). Observadores independentes confirmam ser grande o número de votos em favor de Kagame.

De acordo com o chefe da missão de observadores da União Africana, Anyl Gaian, não há nada adverso a informar a respeito do processo eleitoral e do início da apuração. Ele disse ter recebido a informação de membros da oposição de que, pelo menos uma zona eleitoral trabalhou de madrugada, antes da abertura oficial do pleito, às 6h. Também ouviu de repórteres de veículos internacionais de comunicação, que eles entrevistaram pessoas que disseram só terem ido votar por medo de represálias, como serem presos.

Segundo Gaian, esses são fatos não confirmados. Até agora, reforçou, os observadores da União Africana consideram as eleições justas e tranquilas .