Presos políticos cubanos chegam nesta terça à Espanha

Agência AFP

HAVANA - Presos políticos cubanos, libertados por mediação da igreja católica de Cuba, vão desembarcar nesta terça-feira na Espanha, informaram fontes do ministério de Assuntos Exteriores espanhol. "O grupo chega hoje", confirmaram as fontes, que, no entanto, não anunciaram o horário do desembarque.

Os opositores libertados se unirão aos 20 ex-detentos que viajaram à Espanha com familiares entre 12 e 22 de julho.

Na segunda-feira, Elizardo Sánchez, que dirige a ilegal mas tolerada Comissão Cubana de Direitos Humanos e Reconciliação Nacional (CCDHRN), afirmou à AFP em Havana que os dissidentes Marcelo Cano, um médico de 45 anos, o poeta Regis Iglesias (40) e Efrén Fernández (57) embarcariam à noite para a Espanha em um voo comercial.

Segundo Sánchez, os três dissidentes, que cumpriam penas de entre 12 e 18 anos de prisão desde 2003, viajariam acompanhados por 20 parentes.

Sánchez completou que outros opositores, os jornalistas Juan Carlos Herrera, Fabio Prieto e Juan Fernández, viajarão nesta terça-feira para a Espanha com as famílias.

As liberações foram autorizadas depois de um compromisso do governo cubano, obtido com a mediação da igreja católica cubana, de libertar em quatro meses 52 presos políticos de um grupo de 75, condenados em 2003, perído conhecido como "primavera negra".