Piñera antecipa retorno ao Chile por causa do acidente em mina

Agência AFP

SANTIAGO - O presidente do Chile, Sebastián Piñera, decidiu retornar antecipadamente a seu país devido ao acidente que deixou 34 mineiros soterrados a 450 metros do solo, e estará ausente à solenidade de posse do novo presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, neste sábado, em Bogotá.

"Infelizmente temos uma situação no Chile que já não está nas mãos dos homens, mas de Deus. Fizemos o humanamente possível para tirá-los de lá", disse a jornalistas, em Bogotá.

O acidente aconteceu na noite de quinta-feira na mina de cobre e de ouro de San José, explorada pelo grupo chileno San Esteban, nas proximidades da cidade de Copiapó, 800 km ao norte de Santiago, no árido Deserto de Atacama.

Os trabalhos de resgate estão concentrados em avançar pelos dutos de ventilação, porque os acessos à mina estão bloqueados por rochas.

"Há duas entradas na mina. A rampa não é uma possibilidade porque desabou, então a alternativa é ir pela ventilação, que não está bloqueada, o que é uma boa notícia", explicou a ministra do Trabalho, Camila Merino.

"Temos que trabalhar com muito cuidado, porque se provocarmos um desabamento colocamos em risco os socorristas e a possibilidade de um rápido resgate".

Nenhum contato pôde ser estabelecido até o momento com os mineiros bloqueados.