Obama adverte Turquía contra posições sobre Irã e Israel

Agência AFP

WASHINGTON - O presidente Barack Obama advertiu o primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, de que as posições de Ancara a respeito de Israel e do Irã poderiam reduzir as possibilidades do país de comprar armas americanas, informa o jornal Financial Times.

"O presidente disse a Erdogan que certas posições adotadas pela Turquia despertaram questões que serão destacadas no Congresso", afirmou ao jornal um alto funcionário do governo americano.

"As questões têm relação com a possibilidade de confiar ou não na Turquia como aliada", completou a fonte, que pediu anonimato.

Erdogan quer comprar aviões americanos sem piloto para lutar contra a rebelião do Partido Curdo dos Trabalhadores (PKK), que tem bases na fronteira turca com o norte do Iraque, após a retirada dos Estados Unidos deste país em 2011.

O governo americano expressou a decepção com o voto contrário da Turquia na ONU a novas sanções contra Teerã, adotadas pelo Conselho de Segurança em junho.

As relações entre Turquia e Israel sofreram um abalo depois do ataque israelense contra uma frota de ajuda humanitária que seguia para Gaza em 31 de maio, que terminou com a morte de nove turcos.

Segundo o Financial Times, Barack Obama pediu à Turquia moderação nas críticas ao ataque.