Número de mortos chega a 48 em incêndios florestais na Rússia

Agência AFP

MOSCOU - Subiu para 48 o número de mortos nos incêndios florestais que assolam a Rússia, informou nesta quarta-feira o Ministério russo de Situações de Emergência. "Morreram no total 48 pessoas", declarou o ministério em um boletim divulgado de manhã.

Essas pessoas morreram nas aldeias devastadas pelo fogo nos dias anteriores e seus corpos foram encontrados entre os escombros, indicou o ministério.

Três corpos foram encontrados na região de Moscou, dois na região de Nishni Novgorod (500 km a leste), um na região de Voronesh (500 km al sureste), um em Riazan (200 km ao sul da capital) e um na região de Ivanovo (300 km a nordeste).

O presidente russo, Dmitri Medvedev, interrompeu nesta quarta-feira suas férias às margens do Mar Negro para se reunir em Moscou com o Conselho de Segurança do país.

O primeiro-ministro, Vladimir Putin, viajou para a região de Voronesh para acompanhar os esforços das equipes que lutam contra o fogo.

Dezenas de milhares de bombeiros, militares e socorristas mantêm o combate às chamas que devastam milhares de hectares na parte ocidental do país, atingida desde o início de julho por uma onda de calor sem precedentes.