Equipe dos EUA chega à Rússia para ajudar a combater incêndios

Agência AFP

WASHINGTON - Os Estados Unidos anunciaram nesta segunda-feira que uma equipe de resgate enviada à Rússia já chegou a Moscou para ajudar a combater os incêndios florestais que queimaram ao menos 174.000 hectares na região central do país e nos arredores da capital.

"Já ocorreram as primeiras reuniões com os especialistas russos em incêndios" para determinar a melhor forma de colaboração, explicou em Washington o porta-voz do Departamento de Estado, Philip Crowley.

O Escritório de Assistência a Desastres no Exterior enviou uma equipe de socorro depois que a secretária de Estado, Hillary Clinton, ofereceu na sexta-feira a seu colega russo, Serguei Lavrov, "assistência para lidar (...) com esses terríveis incêndios", completou.

As chamas devoram há semanas as florestas russas, e a fumaça, somada à onda de calor sem precedentes que afeta o oeste da Rússia, tornou o ar de Moscou irrespirável.

A mortalidade passou de menos de 400 pessoas diárias a 700 na capital russa, onde a concentração de monóxido de carbono triplicou nesta segunda-feira ao limite previsto pelas normas de segurança, segundo fontes oficiais.