Carros-bomba matam 33 e ferem 85 no Iraque

Agência AFP

KUT - As explosões simultâneas de dois carros-bomba no centro de Kut, 160 km ao sul de Bagdá, deixaram 33 mortos e 85 feridos, esta terça-feira, segundo um novo balanço de fontes médicas e policiais.

"O balanço definitivo da explosão de dois carros-bomba é de 33 mortos, entre eles três mulheres e duas crianças, bem como 85 feridos", disse à AFP Mohammad al Mayakhi.

"Dois carros, estacionados a 10 metros um do outro, explodiram ao mesmo tempo por volta das 18h00 locais (12h00 de Brasília) no cruzamento Al Amel, principal praça comercial de Kut", informou à AFP o tenente da polícia Ismail Hussein.

No local, sangue manchava a calçada. As vitrines das lojas voaram aos pedaços e vários veículos foram destruídos pela onda da explosão, segundo um jornalista da AFP.

Nassir Salmane, de 47 anos, proprietário de uma loja de pneus situada a cinco metros do atentado, ainda estava muito impressionado.

"Os dois veículos explodiram em meio à multidão. Vi crianças e mulheres feridas e mortas", disse.

"A onda explosiva me derrubou. Vi na rua mortos e feridos", contou, por sua vez, Haidar Habib, outro comerciante.

Este foi o atentado mais sangrendo da capital da província de Wassit desde 27 de março de 2008 quando 44 pessoas morreram e 75 ficaram feridas em enfrentamentos entre as forças conjuntas americanas e iraquianas contra milicianos xiitas.

Horas antes, em Bagdá, membros da Al-Qaeda mataram, nesta mesma terça-feira, nove membros dos serviços de segurança, entre eles cinco policiais, em um controle militar, segundo funcionário do ministério do Interior e o comando da capital.