Advogado de iraniana pede asilo na Noruega, mas quer voltar

Portal Terra

DA REDAÇ O - O advogado que defendeu a iraniana Sakineh Mohammadi Ashtiani, condenada à morte no Irã, afirmou, neste domingo, que pediu asilo na Noruega, mas acredita que as autoridades iranianas vão deixar que ele volte a praticar sua função em seu país.

"Minha grande esperança é que eu possa voltar a trabalhar no Irã. Se as autoridades garantirem que eu terei meus direitos, eu voltarei", disse Mohammad Mostafaei.

Mostafaei disse que quer ficar na Noruega, depois de conseguir um visto de um ano. Ele afirmou que o país tem um histórico positivo no que se trata de direitos humanos.

O advogado fugiu para a Turquia depois de ser informado que as autoridades iranianas pretendiam prendô-lo, então foi para Noruega por ter problemas com seu visto turco.

O advogado mantinha um blog onde pedia auxílio e divulgava o caso de sua cliente Sakineh Mohammadi Ashtiani, condenada à morte por apedrejamento por acusação de adultério e homicídio.