Herdeira da L'Oréal é interrogada pela brigada financeira francesa

Agência AFP

PARIS - A multimilionária francesa Liliane Bettencourt foi interrogada nesta segunda-feira em sua residência por membros da brigada financeira francesa dentro de uma investigação sobre possíveis conflitos de interesses e fraudes fiscais, um caso que também envolve o ministro do Trabalho, Eric Woerth.

Além de interrogar a herdeira da gigante dos cosméticos L'Oréal, a polícia revistou a residência de Neuilly-sur-Seine, elegante subúrbio de Paris.

Bettencourt, 87 anos, responde sobre o conteúdo das gravações clandestinas entre ela e seus assessores, realizadas por seu ex-mordomo entre maio de 2009 e maio de 2010, as quais sugerem operações fraudulentas na gestão de sua fortuna.

Também criaram suspeitas de conflitos de interese ou tráfico de influência envolvendo o ministro Woerth, cuja esposa, Florence, trabalhou numa empresa encarregada de administrar a fortuna de Bettencourt quando ele estava no cargo de ministro do Orçamento (de 2007 a março de 2010).

Eric Woerth será interrogado em breve dentro das mesmas investigações preliminares da promotoria de Nanterre, subúrbio de Paris.