Inundações na China deixaram 1.100 mortos e número pode aumentar

Agência AFP

PEQUIM - As autoridades chinesas alertaram neste domingo (25) para a ocorrência de mais chuvas nas regiões mais afetadas por inundações que já deixaram pelo menos 1.100 mortos ou desaparecidos neste ano.

O país asiático enfrenta as piores inundações em unma década. O nível do rio Yangtsé aumentou perigosamente por causa das precipitações em várias regiões do sul.

O Centro Meteorológico Nacional advertiu neste domingo que as chuvas torrenciais continuarão em algumas partes da província de Sichuan (sudoeste), de onde foram retiradas 100.000 pessoas nos últimos dias.

Outras regiões, como a província vizinha de Yunnan ou as províncias orientais de Zhejiang e Fujian, também registrarão fortes precipitações, de acordo com o Centro.

O primeiro-ministro, Wen Jiabao, advertiu no sábado que a situação estava em um "momento crítico", e acrescentou que o pior ainda pode estar por vir, durante uma visita à província de Hubei (centro), onde percorreu as áreas inundadas.