Hamas: posição da ONU sobre bloqueio a Gaza é 'inaceitável'

Agência AFP

GAZA - O movimento islamita palestino Hamas classificou neste sábado (24) de "inaceitável" a recomendação feita na sexta-feira pela ONU para que a ajuda à Faixa de Gaza seja enviada por via terrestre, e não marítima, por temor de novas operações israelenses.

"O pedido da ONU às organizações internacionais em favor da utilização de estradas para Gaza em vez do mar é inaceitável e ilegal", afirmou o porta-voz do Hamas Sami Abu Zahri.

Para este porta-voz, a posição da ONU pode ser considerada "uma colaboração com o ocupante israelense".

"A maior parte dos moradores (da Faixa de Gaza) ainda não pode deixar o território. É por isso que este apelo representa uma contribuição ao bloqueio", acrescentou, pedindo que as organizações internacionais ignorem as recomendações das Nações Unidas. A ONU defende o envio de ajuda à Gaza por rotas terrestres.

"Existem rotas estabelecidas para que a ajuda entre por via terrestre. É desta forma que a ajuda deveria ser enviada aos habitantes de Gaza", declarou na sexta-feira o porta-voz das Nações Unidas, Martin Nesirky, ressaltando "este período sensível de diálogo indireto entre palestinos e israelenses".

O ministro israelense da Defesa, Ehud Barak, advertiu na sexta-feira que Israel interceptará qualquer barco que deixar o Líbano em direção à Faixa de Gaza.