Alemanha abre suas portas para dissidentes iranianos

JB Online

BERLIM - A Alemanha começou a receber os primeiros integrantes de um grupo de 50 dissidentes iranianos escolhidos entre os que se refugiaram na Turquia depois da reeleição no ano passado do presidente Mahmud Ahmadinejad, indicou neste sábado o Ministério do Interior alemão.

Cinquenta dissidentes serão recebidos na Alemanha "por motivos humanitários", segundo um porta-voz deste ministério.

Doze já chegaram à Alemanha, um é esperado para a próxima semana, 26 foram escolhidos e outros 11 estão em processo de seleção, de acordo com o porta-voz, que se negou a especificar os critérios de seleção.

As relações entre Alemanha e Irã esfriaram há um ano, depois que o governo alemão se pronunciou energicamente a favor de novas sanções contra Teerã, acusado de querer produzir uma arma nuclear.