França faz apelo para que Venezuela e Colômbia retomem diálogo

Agência ANSA

PARIS - O governo da França lançou hoje um apelo à Venezuela e à Colômbia para que ambas nações, que romperam relações diplomáticas nesta quinta-feira, retomem o diálogo o mais cedo possível.

"A França lamenta o anúncio da Venezuela" referente à ruptura dos vínculos bilaterais e "está preocupada pelas tensões entre os dois países", disse em Paris o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores local, Bernard Valero.

O representante convidou ainda "as duas partes a retomar o diálogo com vistas a restaurar a confiança, no respeito das convenções internacionais e com o apoio dos organismos regionais".

"Só o diálogo poderá restabelecer a confiança e a cooperação entre os dois países vizinhos", acrescentou Valero.

O presidente venezuelano, Hugo Chávez, anunciou ontem o rompimento das relações diplomáticas com a Colômbia em paralelo à realização de uma sessão extraordinária do Conselho Permanente da Organização dos Estados Americanos (OEA).

Durante o encontro, pedido pelo governo de Álvaro Uribe, o embaixador colombiano no organismo, Luis Alfonso Hoyos, apresentou evidências que confirmariam a presença de membros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e do Exército de Libertação Nacional (ELN) no território vizinho, sob tolerância das autoridades locais.