Evo Morales chama Uribe de lacaio do imperialismo

Agência AFP

LA PAZ - O presidente da Bolívia, Evo Morales, defendeu nesta quinta-feira a Venezuela, que rompeu relações com a Colômbia, ao afirmar que o presidente colombiano, Alvaro Uribe, é um "lacaio do imperialismo" americano.

"Quero dizer aqui ao imperialismo americano e aos lacaios deste imperialismo, políticos ou presidentes: os povos da América Latina jamais se renderão ao imperialismo americano ou aos lacaios do capitalismo".

Citando diretamente o governo colombiano, Morales afirmou que "são lacaios do imperialismo, provocam os países vizinhos para que não se levantem e avancem nos processos de revolução, como ocorre na Venezuela, Nicarágua, Equador e Bolívia".

Morales afirmou que os Estados Unidos usam alguns países da região, "como a Colômbia, mas não o povo colombiano", para seus objetivos.

"Seu governo, seu presidente é um fiel representante do governo dos Estados Unidos, com suas bases militares na Colômbia para provocar uma confrontação, uma guerra contra Equador, Venezuela e Nicarágua", insistiu Morales.

A Venezuela rompeu hoje suas relações com a Colômbia depois que este país reiterou na Organização dos Estados Americanos (OEA) suas acusações sobre a presença de guerrilheiros colombianos em território venezuelano.