Papa nomeia o sucessor do bispo de Bruges que se demitiu por pedofilia

Agência AFP

CIDADE DO VATICANO - O papa Bento XVI nomeou nesta sexta-feira o monsenhor Jozef De Kesel como bispo de Bruges (noroeste da Bélgica) em substituição a Roger Vangheluwe, que se demitiu em abril depois de admitir que abusou de um jovem, anunciou o Vaticano.

A nomeação do monsenhor De Kesel acontece um dia depois de a polícia revistar a sede da Igreja católica na Bélgica, situada em Malines (norte de Bruxelas), depois das acusações de vários menores contra padres por abusos sexuais.

"A promotoria foi informada de acusações que denunciavam abusos contra menores cometidos por um determinado número de pessoas da Igreja", explicou o porta-voz Jean-Marc Meilleur.

A polícia revistou as instalações da arquidiocese de Malines-Bruxelas com o objetivo de estabelecer "se existem ou não provas sobre estas acusações", acrescentou Meilleur, sem dar maiores detalhes.