Equador sai de lista de países que financiam terrorismo

Agência ANSA

QUITO - O presidente do Equador, Rafael Correa, anunciou nesta sexta-feira que o país saiu da lista do Grupo de Ação Financeira contra a Lavagem de Dinheiro e o Financiamento do Terrorismo (GAFI/FATF).

"O Equador está fora da lista do GAFI", afirmou o mandatário, que está na cidade de Otavalo, onde ocorre a cúpula da Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América (Alba).

O GAFI, criado pelo G7 (grupo dos sete países mais ricos), incluiu o Equador na lista em fevereiro. O fato foi criticado por Quito, que conseguiu uma "declaração de solidariedade" na última Cúpula do Grupo do Rio, realizada em fevereiro no México.

A gestão de Correa considerou a inclusão na lista como uma represália à relação do país com o Irã, com quem tem firmado diversos acordos de cooperação.

"Acabou esta barbaridade. Todos sabemos que esta era uma retaliação por ter consolidado relações com o Irã", disse o mandatário, referindo-se à inauguração da Embaixada iraniana no Equador, em fevereiro do ano passado.