Ahmadinejad: Irã anunciará suas condições para negociação nuclear

Agência AFP

TEERÃ - O Irã anunciará na próxima semana suas condições sobre eventuais negociações em torno de seu programa nuclear com o grupo 5+1 (Estados Unidos, França, Rússia, Grã-Bretanha, China e Alemanha), declarou nesta quinta-feira o presidente iraniano Mahmud Ahmadinejad.

"A República Islâmica do Irã anunciará na próxima semana as condições para negociar com os países que votaram uma resolução contra nosso país", declarou Ahmadinejad citado pelo site da televisão estatal.

"Eles adotam uma resolução e nos dizem, depois, para negociar. Muito bem, vamos negociar de tal maneira que eles vão lamentar e nunca mais se atraverão a cometer esse tipo de erro", acrescentou.

"Os países que votaram a resolução contra o Irã têm medo, já que imediatamente (depois do voto) depois pediram ao Irã que negociasse", acrescentou.

"Estes países ameaçam o Irã, e acreditam que a nação iraniana tem medo, mas o povo iraniano vai neutralizar suas ameaças", continuou.

O Conselho de Segurança da ONU renovou em 9 de junho sua condenação da política nuclear iraniana em uma resolução acompanhada por sanções, a quarta desde 2006.

Brasil e Turquia fecharam em 17 de maio um acordo com o Irã no qual esse país comprometeu-se a trocar em território turco 1.200 quilos de urânio levemente enriquecido (a 3,5%) por 120 kg de combustível processado a 20% para alimentar seu reator de pesquisas médicas de Teerã.

Mas as grandes potências lideradas pelos Estados Unidos, que suspeitam que o Irã disfarça de civil seu programa nuclear com o objetivo de fabricar a bomba atômica, criticaram desde o primeiro momento o pacto que, segundo a secretária de Estado americana, Hillary Clinton, tornava o mundo "mais perigoso".