Ahmadinejad nega isolamento do Irã

Agência Brasil

TEERÃ - Sem mencionar as sanções extras impostas ontem pelos Estados Unidos ao Irã, o presidente Mahmoud Ahmadinejad voltou a atacar o governo do presidente norte-americano, Barack Obama. Ahmadinejad rejeitou a política externa defendida por Obama que, segundo ele, prega o isolamento do Irã na comunidade internacional. Segundo o iraniano, os Estados Unidos com sua política de autoritarismo é que se isolam nesse cenário.

As informações são da televisão estatal iraniana, a PressTV. Os políticos dos Estados Unidos acreditam que podem isolar o Irã com uma resolução , disse Ahmadinejad.

Desafio as autoridades dos Estados Unidos a viajar para qualquer parte do mundo, ao lado de um oficial iraniano, para que possam ver que país é de fato isolado: o Irã ou os Estados Unidos.

Ahmadinejad disse ainda que o governo dos Estados Unidos prossegue com a adoção de uma política externa autoritária , mas esbarra em movimentos de oposição no Irã e em outras partes do mundo. Segundo ele, há uma campanha norte-americana, que começou com a aprovação de sanções ao Irã no Conselho de Segurança das Nações Unidas, para isolar os iranianos. Ahmadinejad está em viagem às províncias Chahar Mahaal e Bakhtiari.

Ontem o governo dos Estados Unidos aprovou medidas que restrigem as operações bancárias, a circulação de navios, a atuação de empresas nos setores de petróleo, gás e energia, além de aumentar a fiscalização das atividades da Guarda Revolucionária Iraniana. Para as autoridades norte-americanas, a manutenção do programa nuclear é uma ameaça à comunidade internacional. As sanções foram divulgadas no site do Departamento do Tesouro norte-americano.