Turquia acusa Israel e pede que não teste a paciência de Ancara

Agência AFP

ANCARA - O primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, afirmou nesta terça-feira que Israel deve ser "castigado" pelo "massacre sangrento" no ataque contra uma frota com ajuda humanitária para Gaza e advertiu o Estado hebreu sobre o risco de pôr à prova a paciência da Turquia.

"O sangrento massacre perpetrado por Israel contra nossos barcos que levavam ajuda para Gaza deve ser condenado", disse Erdogan aos deputados do Partido de Justiça e Desenvolvimento (no poder), em um discurso inflamado.

"Este ataque irresponsável e insolente de Israel, que foi realizado contra a legalidade e pisoteando a honra humana, deve ser castigado sem dúvida nenhuma", insistiu, em meio a aplausos.

"Ninguém deve pôr à prova a paciência da Turquia", acrescentou. "A comunidade internacional deve dizer 'não' às agressões de Israel", proclamou o chefe do governo turco.