Sarah Ferguson alega que estava bêbada para justificar vídeo

Agência AFP

NOVA YORK - Sarah Ferguson, duquesa de York e ex-esposa do príncipe Andrew da Inglaterra, atribuiu as suas dívidas e ao excesso de álcool o fato de ter sido flagrada oferecendo acesso a seu ex-marido em troca de dinheiro.

Em uma entrevista divulgada nesta terça-feira à tarde pela ABC no popular programa da Oprah Winfrey, "Fergie" explica confusamente que não se deu conta de estava sendo filmada porque estava totalmente bêbada.

"Tinha bebido. Não era eu mesma", disse a duquesa de York, de 50 anos, na entrevista gravada na sexta-feira passada.

Durante o programa de uma hora de duração, Ferguson estava visivelmente abatida.

O escândalo foi causado por um vídeo gravado com uma câmera escondida que mostra quando Ferguson cobra pelo "acesso ao príncipe Andrew" a um suposto empresário --que depois revelou ser um jornalista disfarçado do News of the World-- em troca de 500.000 libras (723.425 dólares).

Desde 2001, o príncipe Andrew --com quem Ferguson esteve casada entre 1986 e 1996-- é representante especial da Grã-Bretanha para comércio internacional e investimentos.

"Fui uma mulher estúpida e tremendamente arrogante", disse Ferguson. "Me vejo completamente bêbada", comentou, enquanto assistia ao vídeo ao lado de Winfrey. E acrescentou, falando de si mesma: "Sinto lástima por ela".

Ferguson insistiu que está endividada e, embora, não tenha mencionado o valor exato, disse que são "dívidas financeiras muito grandes". "Creio que tenho uma dura batalha pela frente e tenho que encarar uma falência", acrescentou.

Winfrey a perguntou por que não tinha pedido dinheiro emprestado à coroa. "Não, porque estou divorciada da família real", respondeu. Ferguson pediu desculpas pelo "grave erro" cometido.